top of page

MIRANTE DO GAVIÃO

Estrutura remete a barcos invertidos e processo de criação e construção considerou a integração entre meio ambiente, arquitetura e urbanismo


Profissional: Atelier O`Reilly e Clariça Lima Paisagismo

Localização: Novo Airão, AM


Em frente ao Parque Nacional de Anavilhanas, o local é ideal para a prática do ecoturismo, conta com píer que recebe quem participa de expedições no Rio Negro.

Exemplo de arquitetura vernacular, o hotel foi construído com madeira-de-lei certificada e empregou mão-de-obra da comunidade local.


As construções têm seus pisos elevados a fim de preservar a permeabilidade do solo.


Em meio ao ecossistema amazônico, o projeto traz soluções que utilizam os recursos naturais de maneira sustentável.


O processo construtivo empregou materiais, ferramentas e tecnologias construtivas regionais com o intuito de minimizar o impacto ambiental.


Todos os espaços foram idealizados para interagir com a paisagem do entorno.


No restaurante é possível degustar pratos elaborados com ingredientes e peixes amazônicos.


Os espaços sociais, como restaurante e piscina, localizam-se no mesmo patamar.


A estrutura do restaurante é uma enorme cobertura com brises e aberturas para integrar o interior com a paisagem.


A proposta arquitetônica envolve palafitas, sistema construtivo que utiliza estacas em regiões alagadiças, com o objetivo de evitar que sejam arrastadas por correntezas.


Levantados em pilotes, os dormitórios se valem da ventilação inferior, que reduz a umidade e a temperatura interna.


São doze bangalôs conectados por passarelas.


As suítes com nomes de árvores (como samaúma, castanheira, angelim, aquariquara, entre outras) contam com amplas varandas.


A conexão com a natureza é total.


Os mirantes atingem o patamar das copas das árvores e reservam vista impactante da floresta e rios.


A região foi regenerada com o plantio de espécies nativas.















Em meio às construções, as árvores ampliam o contato com a floresta.











A imensidão do bioma amazônico para se admirar.


Os brises foram calculados para restringir a radiação solar direta criando uma área de sombreamento no espaçamento entre eles.


Elevadas, as estruturas permitem a permeabilidade do solo e o desenvolvimento das plantas típicas.


As estruturas interligam-se por meio de sistemas de circulação elevados e deques.


Projetos de interiores e paisagismo levam assinatura de @studioclaricalima


Estudos climáticos, de ventilação e de insolação foram feitos para atingir o melhor conforto térmico. Além da ventilação cruzada, que retira o ar quente do interior dos chalés e das áreas sociais, a entrada de luz natural deixa tudo bem iluminado.


Piscina, deque e espreguiçadeiras para banhos de sol estão entre as opções de lazer.


Ambientes aconchegantes e projetados para ampliar a experiência em meio à floresta.


Momentos inesquecíveis em cenário paradisíaco



Projeto arquitetônico: Atelier O`Reilly (@atelieror)

Design de interiores e paisagismo: Clariça Lima Paisagismo (@studioclaricalima)

Área construída: 1.678 m²

Terreno: 27.000,58 m²

Localização: Novo Airão, AM

Fotos: Mirante do Gavião/Divulgação

Texto Janaína Silva


bottom of page