top of page

CASA DE MEMÓRIAS

Sig Bergamin e Murilo Lomas

Localização: Fazenda Boa Vista, Porto Feliz, São Paulo





Com uma área de 600 mm², a casa de campo passou por uma transformação notável graças às intervenções meticulosas dos arquitetos Sig Bergamin e Murilo Lomas.

No corredor principal, piso de mármore nacional, original da casa, e, nas paredes, a série de gravuras de Robert Rauschenberg.

Peças assinadas conferem estilo e personalidade única aos ambientes. O sofá, revestido com tecido Ralph Lauren, ganhou cobertura de mantas e almofadas com estampas xadrezes diversas, tudo isso em frente à tela de Bruno Dunley.

Ao fundo, os arquitetos posicionaram a pintura de Rodrigo Bivar e o díptico de Mariana Palma diante de uma pequena mesa de jogos.

No detalhe do living, um aparador faz as vezes de bar – na parede, tela de Fran Chang, na Verve Galeria, e escultura de Nelson Leirner.

Ao redor da lareira de pedra, um par de poltronas Maralunga, design Vico Magistretti para a Cassina.

Poltronas On, com designer de Oscar Niemeyer.

Neste canto do living, a poltrona On e a chaise Marquesa, de Oscar Niemeyer, foram combinadas com uma mesa de centro do acervo de Sig e um sofá antigo decorado com almofadas revestidas de tecidos xadrezes, também colecionados pelos arquitetos. – a tela de Karin Lambrecht, da galeria Nara Roesler, completa o cenário.

Sala de jantar com obra de Os Gêmeos ao fundo.

Peças garimpadas e obras de arte revelam o estilo e as preferências dos arquitetos.

No corredor que dá acesso aos quartos, Sig e Murilo reuniram toda a sua coleção de portraits, de vários estilos e artistas – em primeiro plano, cadeiras vintage, na Galeria Teo, e aparador italiano do séc. 18, fruto de um garimpo do casal, e, ao fundo, aparador selecionado na Dênis Antiguidades.

A morada é um verdadeiro refúgio que desvenda todo o estilo característico da dupla: uma profusão de cores, padrões e uma habilidade na combinação de elementos.

Móveis do acervo de Sig e Murilo ganharam cobertura de tecidos comprados em viagens. Ao fundo, aparador vintage, da Vermeil, e, sobre a parede espelhada, tela de Thales Pereira.


Tudo começou com o sonho de possuir uma townhouse londrina, e essa aspiração foi a semente que gerou a ideia de revitalizar a casa de campo.

O resultado é uma experiência visual que deslumbra, onde a combinação ousada de cores, texturas e estampas cria um ambiente verdadeiramente único.

O escritório no gazebo, próximo à piscina, possui mesa adquirida no Família Vende Tudo by Marcelo Mega e cadeiras da Armando Cerello – tudo diante da gallery wall repleta de obras do acervo dos arquitetos.

Varanda convidativa em meio ao paisagismo projetado por Maria João d'Orey.

Esculturas em meio ao gramado e as palmeiras imprimem o gosto pela arte dos proprietários.

O paisagismo elaborado por Maria João d'Orey dialoga harmoniosamente com a estética da fachada da casa, inspirada nas elegantes townhouses inglesas, com tijolos aparentes.

À beira da piscina, espreguiçadeiras Turin, da Franccino, com almofadas revestidas com tecido da Wiler-K.

Calçada de paralelípedos ladeada por grama-amendoim, jabuticabeiras e exemplares de costela-de-adão direciona à morada.


Projeto arquitetônico: Sig Bergamin e Murilo Lomas

Paisagismo: Maria João d'Orey

Localização: Fazenda Boa Vista, Porto Feliz, São Paulo

Fotógrafo: Projeto Romulo Fialdini/Divulgação | Retrato Fran Parente/Divulgação
















bottom of page